Notícias
Home Notícias Detran-PB oferece novos serviços aos usuários junto às autoescolas do estado
'
PDF Imprimir E-mail
Escrito por Ascom Detran-pb Qua, 04 de Julho de 2018 13:50

Com a finalidade de promover maior comodidade aos usuários e descentralizar os serviços oferecidos pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PB), a partir desta sexta-feira (6) os Centros de Formação de Condutores (CFCs) do Estado poderão iniciar os processos de adição e mudança de categoria referentes à Carteira Nacional de Habilitação (CNH) diretamente nas suas unidades.

Segundo o superintendente Agamenon Vieira, as 77 autoescolas credenciadas pelo Detran em todo Estado da Paraíba já se encontram aptas a realizarem os procedimentos de abertura de processos de primeira habilitação de CNH, como também os de adicionar e mudar a categoria da CNH. “Uma das principais metas do Governo do Estado é proporcionar um serviço público de qualidade, gerando comodidade ao cidadão. E com essa medida, o Detran avança no sentido da descentralização, dando ao usuário mais opções para atender a sua demanda”, comentou.

Passo a passo – De acordo com o presidente da Comissão de Credenciamento, Auditoria e Fiscalização dos CFCs, Fellipe Barros, o procedimento para abertura desses processos é simples. “Basta o cidadão se dirigir a uma das autoescolas espalhadas pelo estado, apresentar um documento de identificação com foto, CPF e comprovante de residência, e informar o tipo de serviço que deseja realizar. Em seguida, será impresso uma guia de identificação gerada pelo sistema de Registro Nacional de Carteira da Habilitação (Renach), com o serviço solicitado”, explicou.

De posse da guia paga e após a abertura do serviço, das impressões do Renach e da documentação pessoal, o usuário deve procurar uma unidade do Detran-PB para finalizar o procedimento e receber sua CNH atualizada. “Ao chegar no Detran, o cidadão já pula a etapa de abertura de processo, fazendo com que a conclusão do serviço seja mais ágil e consequentemente diminua filas e o tempo de espera”, relatou o chefe da Divisão de Processamento de Dados, Irapuan Leal.